Portal atualizado em: 19 de outubro de 2021 às 19:35h

Em menos de 70 dias, Prefeitura de Sapé pagou cerca de R$3 milhões em dívidas previdenciárias da gestão anterior

Início Em menos de 70 dias, Prefeitura de Sapé pagou cerca de R$3 milhões em dívidas previdenciárias da gestão anterior

Pelo terceiro mês consecutivo, a Prefeitura de Sapé tem retenções do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na cota do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) repassada pelo Governo Federal. O valor seria de pouco mais de R$1,5 milhão, mas após o débito de R$893.410,93 por conta da previdência e multas decorrentes do atraso deixado pela antiga gestão, o valor restante passa a ser um pouco mais de R$600 mil – deste, há ainda o desconto referente ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Desde que assumiu a gestão, o prefeito Major Sidnei tem enfrentado problemas deixados pela administração anterior, principalmente dívidas previdenciárias e precatórios, o que tem impacto diretamente no orçamento do município – em 70 dias de gestão, foram pagos R$2.999.438,38 em débitos não liquidados pelo ex-prefeito.

Major Sidnei destaca a dificuldade enfrentada nestes primeiros meses e afirma que irá notificar a Receita Federal, o Ministério Público e o Tribunal de Contas para que as irregularidades praticadas pela gestão anterior sejam devidamente apuradas e penalizadas. “Herdamos diversos problemas que têm afetado nosso orçamento, mas ainda assim, estamos fazendo o que está em nosso alcance para que isso não prejudique nossa população, nem o pagamento dos nossos servidores. Até o momento, temos honrado todas as nossas despesas, mas essa situação deixada precisa ser investigada e por isso vamos acionar estes órgãos de controle”, pontuou.

De acordo com o prefeito, em janeiro a retenção foi de R$799.971,43 do INSS, além de R$93.438,94 de multas e R$319.252,27 que precisaram ser destinados para o pagamento de precatório. Em fevereiro, o bloqueio no FPM foi de R$801.448,33 e mais de R$91 mil de juros e neste mês de março, o débito foi de R$792.415,79 do valor principal, somados a R$100.994,57 de multa e juros, totalizando R$893.410,36 retidos.

“Esses recursos são de extrema importância para honrar os pagamentos, os contratos e auxiliam Sapé no caminho ao desenvolvimento. É o terceiro mês que enfrentamos dificuldades pela falta de responsabilidade da administração anterior e vamos tomar as providências necessárias”, reforçou.

 

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support