Encontre o que você precisa aqui:

Em Sapé, Programa ‘Criança Feliz’ atende 250 crianças em situação de vulnerabilidade social

Início Em Sapé, Programa ‘Criança Feliz’ atende 250 crianças em situação de vulnerabilidade social

Com mais de 250 crianças em situação de vulnerabilidade social assistidas, o Programa Criança Feliz, administrado pela Prefeitura de Sapé, interage com a família e cuidadores para apoiar e estimular o desenvolvimento dos pequenos na primeira infância.

Atualmente, o projeto consiste em acompanhar as famílias em situação de vulnerabilidade e risco social que possuam crianças de até três anos e identificar necessidades de acesso a serviços e direitos básicos, fornecendo o apoio necessário para a assistência nas áreas da saúde, assistência social, educação, justiça e cultura. Também é objetivo do programa fortalecer a relação entre a criança e seus cuidadores.

De forma prática, os técnicos visitam semanalmente as casas das famílias de baixa renda para acompanhar as crianças de até 3 anos. Atualmente, Sapé conta com nove colaboradores, que vão até os núcleos e desenvolvem atividades para estimular, o desenvolvimento da criança e a longo prazo, a capacitação para que essas crianças cheguem na escola com melhores condições de aprendizado, para que estudem mais e consigam vencer a pobreza – uma forma de diminuir a desigualdade social.

Recentemente, o prefeito Major Sidnei visitou a sede do projeto juntamente com a secretária de Desenvolvimento Social, Denise Ribeiro, avaliou formas de aperfeiçoar a ação. “Analisamos o programa, ouvimos aqueles que estão envolvidos e vamos continuar em diálogo para fazer as intervenções necessárias para melhorar a atuação do projeto, expandir seu campo de ação e desenvolver mais atividades em prol do fortalecimento dos núcleos familiares”, apontou a secretária.

O programa, que é desenvolvido pelo Governo Federal através do Ministério do Desenvolvimento Social, tem a parceria da Prefeitura de Sapé e é executado por meio dessas visitas domiciliares. Além das crianças de até 3 anos, a ação também é voltada para aqueles que possuem até 6 anos e têm algum tipo de deficiência e que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e acompanha ainda os que estão afastados do convívio familiar por conta de medidas protetivas.

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support