Portal atualizado em: 6 de julho de 2022 às 10:23h

Prefeitura de Sapé realiza tarde de homenagens a Augusto dos Anjos em Memorial do poeta

Início Prefeitura de Sapé realiza tarde de homenagens a Augusto dos Anjos em Memorial do poeta

Há exatos 138 anos, nascia no antigo engenho Pau D’Arco o poeta sapeense Augusto dos Anjos. No terceiro dia de celebrações alusivas aos 138 anos de seu aniversário, a Prefeitura de Sapé promoveu nesta quarta-feira (20), no Memorial Augusto dos Anjos, diversas homenagens ao filho mais ilustre da cidade.

Conduzido pelo diretor do Memorial Augusto dos Anjos, Aderaldo Elias, o evento reuniu escritores, pesquisadores e entusiastas dos versos do poeta do “Eu” que debateram a vida e o legado literário deixado por Augusto dos Anjos.

Maria do Socorro Aragão, que escreveu e organizou livros sobre o poeta sapeense, utilizou citações de outro paraibano ilustre, José Américo de Almeida, para demonstrar a importância do autor de “Versos Íntimos”. Já a escritora Ana Isabel Leão mostrou por meio de publicações em jornal da época, um Augusto dos Anjos pouco lembrado – o escritor alegre e de palavras descontraídas. Ambas, juntamente com Neide Medeiros – ausente às ações de hoje – integraram uma grande equipe de colaboradores em torno do processo de reconstrução do universo do poeta Augusto dos Anjos.

O representante da Academia Paraibana de Letras, Astenio Cesar Fernandes, teceu elogios ao escritor nascido em Sapé. “A vida é cíclica, e só ficam presentes para a eternidade aqueles que fizeram algo significante em sua vida. É o caso de Augusto dos Anjos, que vive nos estudantes, nos trabalhos acadêmicos, na musicalidade dos seus poemas. Augusto foi genial, fantástico, incomparável”, afirmou.

Além do debate literário, houve o lançamento do livro “A Rosa no Batente” do escritor Aroaldo Sorrentino Maia, apresentações musicais da Banda Santa Cecília e do acordeonista Ivan Martins, assim como a performance poética do compositor Chico Viola que declamou o poema “Morcego”.

Também presente ao evento, o secretário de Estado da Cultura da Paraíba, Damião Ramos Cavalcanti, discursou sobre a importância da celebração em torno de Augusto dos Anjos. “Nós temos que valorizá-lo aqui, que é a terra dele, que é a nossa terra, que é onde está o Memorial”, afirmou. Damião Ramos reiterou o convite para incorporar a Banda Santa Cecília à secretaria estadual de cultura, e se comprometeu a fornecer novos e modernos instrumentos musicais.

Ao final do encontro, o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Turismo, Marcone Pessoa, enalteceu o compromisso da gestão municipal em valorizar a memória e a cultura local. “Gostaria de agradecer aos presentes, pessoas importantes que aqui estão. Estou orgulhoso em poder realizar a semana de celebração de Augusto dos Anjos, e espero que esta semana seja um exemplo e se torne uma rotina. Represento uma gestão empenhada em fazer o melhor para Sapé”, pontuou.

As celebrações em homenagem aos 138 anos de Augusto dos Anjos se encerram na próxima sexta-feira (22) com a oficialização dos patronos da Academia Sapeense de Letras, Artes e Cultura (Aslac).

Confira fotos:

 

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade