Portal atualizado em: 28 de novembro de 2022 às 18:54h

Prefeitura lança campanha contra abuso sexual infantil em Sapé e alerta população sobre denúncias

Início Prefeitura lança campanha contra abuso sexual infantil em Sapé e alerta população sobre denúncias

A Prefeitura de Sapé iniciou uma campanha de conscientização e prevenção ao abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes. A ação, chamada de “Faça Bonito”, faz parte do maio laranja e tem a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Social, que ressalta a importância de a comunidade se engajar no enfrentamento à violência sexual infanto-juvenil.

Durante todo o mês, mensagens de conscientização e cartazes informativos serão distribuídos nas ruas de Sapé, além de informações sobre o tema nas redes sociais da Prefeitura.

Já em 18 de maio, dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Prefeitura de Sapé promoverá um evento com a Secretaria de Desenvolvimento Social, o Conselho Tutelar, Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e Ministério Público. Serão distribuídas cartilhas para orientar as famílias a abordarem o tema com crianças e adolescentes.

De acordo com a titular da Secretaria, Denise Ribeiro, durante todo o mês de maio, a população será conscientizada sobre como perceber situações em que a criança ou adolescente esteja sendo vítima de abuso, como instruir a criança para conversar abertamente com os pais e responsáveis, como denunciar e fazer sua parte.

“Precisamos proteger nossas crianças e adolescentes urgentemente contra o abuso e exploração sexual, que são crimes e deixam marcas profundas para o resto da vida. Nenhuma criança deveria passar por isso e é nosso papel enquanto sociedade evitar que tragédias aconteçam, denunciar, e se mobilizar por essa causa tão delicada”, apontou.

Abuso e exploração sexual – O abuso sexual acontece quando a sexualidade da criança ou adolescente é utilizada para a prática de atos de natureza sexual, já a exploração, ocorre pela utilização das crianças para fins sexuais mediada por lucro, objetos de valor ou outros elementos de troca. Em 2019, 17 mil registros de violência sexual contra crianças e adolescentes foram feitos pelo Disque 100, canal do Governo para denúncias de ocorrências.

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade