Portal atualizado em: 6 de julho de 2022 às 10:23h

Serviço de Atenção Domiciliar tem média de 790 atendimentos e foca na desospitalização dos pacientes em Sapé

Início Serviço de Atenção Domiciliar tem média de 790 atendimentos e foca na desospitalização dos pacientes em Sapé

Com uma média de 789 atendimentos por mês e 3,2 mil no semestre, o Sistema de Atenção Domiciliar (SAD) de Sapé conta com duas equipes formadas por multiprofissionais que atendem pacientes acamados e domiciliados, que não possuem condições de ir até uma unidade de saúde.

O serviço é iniciativa do Governo Federal, ofertado pela Prefeitura de Sapé e coordenado pela Secretaria de Saúde do município.

Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta, nutricionista, fonoaudióloga, psicóloga e assistente social são profissionais que vão às casas dos pacientes. Os atendimentos acontecem das 7h30 às 17h, de segunda a sexta-feira, e funcionam em escala de plantão aos sábados e domingos.

Coordenadora do programa, a enfermeira Milena Marques ressalta que um dos objetivos do atendimento em casa é a desospitalização – processo de humanizar pacientes que se encontram hospitalizados e oferecer os serviços em domicílio, garantindo uma recuperação mais rápida e perto dos familiares.

“Temos duas equipes totalmente humanizadas que prestam assistência na residência do paciente, no conforto do lar, onde estão com a família. Isso é muito importante para eles e para nós, também é muito gratificante. Cada sorriso, cada amizade que fazemos, cada abraço que ganhamos faz valer a pena. Pois eles reconhecem nosso trabalho e nos agradecem”, pontua.

O atendimento em casa é resultado do trabalho em conjunto do SAD com as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), o Centro Especializado de Reabilitação (CER) e o Hospital Dr. Sá Andrade.

Para ter acesso ao programa, a coordenadora explica que, na maioria das vezes, o encaminhamento acontece através dessas redes de saúde. Entenda como pode ser solicitado.

UBS – O agente comunitário de saúde juntamente com a enfermeira identifica o paciente acamado que necessita de um cuidado contínuo e visitas mais frequentes. A enfermeira da UBS encaminha o paciente para o serviço domiciliar com o prognóstico preciso.

Nasf  – Durante as visitas domiciliares os profissionais identificam o paciente que necessita de um cuidado avançado e contínuo. Neste caso, o paciente é encaminhado para o SAD.

Hospital – A assistente social entra em contato com o SAD quando um paciente acamado recebe alta e necessita de cuidados contínuos das equipes Multiprofissional de Atenção Domiciliar e Multidisciplinar de apoio. O atendimento é feito com foco na desospitalização.

Demanda Espontânea – Cuidadores e familiares podem procurar a sede e agendar uma avaliação. O endereço é Rua Pe. Zeferino Maria, S/N, Centro de Sapé.

 

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade